Misturadores de Gases, Analisadores de Gases, Reguladores de Pressão e Válvulas

Guia completo sobre misturadores de gases, analisadores de gases e suas diversas aplicações

Autor: Miguel Gil

contato@managas.com.br

Guia completo: Seladora a vácuo x Seladora a vácuo com ATM na conservação de alimentos

Embalagem a vácuo e Embalagem com Atmosfera Modificada - ATM

Seladora a vácuo x Seladora a vácuo com ATM na conservação de alimentos

Este post compara e destaca as técnicas com seladoras a vácuo e seladoras a vácuo com ATM (Atmosfera Modificada). Enquanto a seladora a vácuo tem a capacidade de remover grande parte da concentração de oxigênio no interior de uma embalagem, sempre existirá um residual que pode provocar a deterioração precoce do alimento embalado.

Com o advento da atmosfera modificada, combinando Dióxido de Carbono e Nitrogênio (e em alguns casos, percentual mínimo de Oxigênio), o shelf-life (prazo de validade) do alimento embalado pode ser prolongado por muito mais tempo.

Artigo discute ainda mistura de gases ideal para alimentos como, hortifruti, pães, tapioca, peixes, entre outros. Também destaca alguns alimentos que não devem ser embalados com vácuo.

Carnes e aspargos embalados a vácuo

Mesmo que a maior parte do ar atmosférico seja retirada do interior da embalagem a vácuo, uma mínima quantidade de oxigênio permanecerá em contato com o alimento, pois com esta técnica de embalagem não é possível criar um vácuo total. O ar atmosférico contém cerca de 21% de oxigênio na pressão atmosférica (1000 milibar). Quando retiramos o ar atmosférico pela aplicação de vácuo no interior da embalagem, a pressão interna é reduzida. Considerando uma pressão interna da embalagem de apenas 10 milibares, ainda haverá uma concentração de 0,21% de oxigênio nesta atmosfera, o que pode gerar a deterioração precoce do produto embalado.

O oxigênio, no caso de alguns alimentos, é o combustível para proliferação de bactérias. Estes micro-organismos precisam do oxigênio como fonte de energia para o seu crescimento e multiplicação, resultando no processo de decomposição do alimento, tornando-o impróprio para o consumo.

Outro ponto importante sobre o oxigênio é que ele oxida os alimentos facilmente, ou seja, quanto maior o tempo de exposição do alimento ao ar atmosférico maior a reação oxidante, portanto menor o prazo de validade e menos condições de consumo este alimento terá.

A aparência da embalagem a vácuo também fica comprometida, pois no momento da selagem a vácuo, o material da embalagem fica totalmente deformado para se ajustar ao produto que está sendo embalado.

Carne embalada a vácuo

Apesar desta desvantagem quanto a aparência da embalagem, um ponto positivo da embalagem a vácuo é a redução do volume, tendo como consequência redução do espaço dedicado ao armazenamento dos produtos.
Adicionalmente, a seladora a vácuo sem atmosfera modificada apresenta menor investimento e menor custo de operação.

2. Seladora a vácuo com ATM (Embalagem de Atmosfera Modificada)

Já no caso de seladora a vácuo com ATM, a Embalagem de Atmosfera Modificada – EAM/MAP para conservação de alimentos, substitui, totalmente, o ar atmosférico presente no interior da embalagem por uma mistura de gases adequada e customizada para o alimento que está sendo embalado, ou seja, uma atmosfera modificada é criada ao redor do alimento, preenchendo toda a embalagem no momento do fechamento.

Esta mistura de gases ao redor do alimento irá manter a característica original do que está sendo embalado, prolongar o shelf life (prazo de validade), o aroma, a textura, a cor, a crocância (impede a umidade nos alimentos secos e seu murchamento) e o sabor, prevenindo assim o desperdício, como também, o crescimento de micro-organismos e o processo de oxidação.

Os gases mais utilizados na conservação de alimentos são o Nitrogênio (N2), o Dióxido de Carbono (CO2) e Oxigênio (O2). Em menor escala, outros gases como Monóxido de Carbono (CO), Argônio (Ar), Hidrogênio (H2) e Hélio (He) também são utilizados.

Carne ma embalagem com atmosfera modificada

Cada alimento demanda uma mistura de gases customizada, que leva em conta vários fatores como: o tipo de embalagem, temperatura de transporte e armazenamento, tempo de validade desejado e necessário, se a distribuição é no mercado interno ou para exportação (mercado externo exige um prazo maior de validade dos produtos) e, naturalmente, qual o alimento que será embalado com a atmosfera modificada.

Um exemplo de mistura de gases amplamente utilizada é de 30% de CO2 com 70% de Nitrogênio, utilizada em muitos produtos, especialmente no estágio de embalagem de varejo. Mas existe uma infinidade de combinações entre os gases para atender a necessidade de cada processo.

EAM Embalagem Atmosfera Modificada - Embalagem para Alimentos - MAP (Modified Atmosphere Packaging)
Pão com embalagem de atmosfesra modificada
EAM Embalagem Atmosfera Modificada - Embalagem para Alimentos - MAP (Modified Atmosphere Packaging)

Praticamente, todos os alimentos podem ser embalados e conservados com uma atmosfera modificada (pães, carnes, peixes, queijos, refeições prontas, massas, frutas, hortifruti, carne de frango, salgadinhos, bolachas, tapiocas etc.), já que este método permite uma infinidade de combinações entre gases para atender qualquer demanda.

Além de manter as condições naturais dos alimentos mesmo estando embalados, reduzir o uso de conservantes químicos, outro ponto positivo da Embalagem com Atmosfera Modificada é a aparência da embalagem que fica muito mais atrativa nos pontos de vendas e para o consumidor.

2.1 Exemplos de Misturas de Gases para Seladoras a Vácuo com ATM x Alimento Embalado

Validade dos Alimentos - Embalagem de Atmosfera Modificada - Misturador de Gases
Validade dos Alimentos - Embalagem de Atmosfera Modificada - Misturador de Gases
Validade dos Alimentos - Embalagem de Atmosfera Modificada - Misturador de Gases
Validade dos Alimentos - Embalagem de Atmosfera Modificada - Misturador de Gases
Validade dos Alimentos - Embalagem de Atmosfera Modificada - Misturador de Gases
Validade dos Alimentos - Embalagem de Atmosfera Modificada - Misturador de Gases
Validade dos Alimentos - Embalagem de Atmosfera Modificada - Misturador de Gases
Validade dos Alimentos - Embalagem de Atmosfera Modificada - Misturador de Gases
Validade dos Alimentos - Embalagem de Atmosfera Modificada - Misturador de Gases
Validade dos Alimentos - Embalagem de Atmosfera Modificada - Misturador de Gases
Validade dos Alimentos - Embalagem de Atmosfera Modificada - Misturador de Gases
Validade dos Alimentos - Embalagem de Atmosfera Modificada - Misturador de Gases
Validade dos Alimentos - Embalagem de Atmosfera Modificada - Misturador de Gases
Validade dos Alimentos - Embalagem de Atmosfera Modificada - Misturador de Gases
Validade dos Alimentos - Embalagem de Atmosfera Modificada - Misturador de Gases
Validade dos Alimentos - Embalagem de Atmosfera Modificada - Misturador de Gases

3. Porque alguns alimentos não devem ser embalados com vácuo

Apesar de existirem muitos alimentos que podem ser conservados através da embalagem a vácuo, mantendo o frescor, a qualidade e o prazo de validade, existem outros produtos alimentícios que não devem usar esta técnica.

Pois neste caso, alguns alimentos contém bactérias anaeróbicas, as quais se desenvolvem com a escassez do oxigênio. Dentro de uma embalagem a vácuo, com o oxigênio reduzido ao máximo possível, essas bactérias irão crescer e colocar em risco o consumo deste alimento.

Alimentos que não devem ser embalados com embalagem a vácuo
Alface e seladora a vácuo

Além disso, muitos vegetais comuns produzem gases quando armazenados, como a cebola crua, o alho, o repolho e a alface. Se esses vegetais forem mantidos em uma embalagem selada a vácuo, esse gás causará perda do vácuo e o apodrecimento do produto.

No caso dos queijos, por exemplo, mesmo sendo seguro embalar a vácuo queijos duros, o mesmo não acontece com queijos moles (queijo brie, camembert, ricota e outros não pasteurizados), pois quando embalados a vácuo são capazes de mofar mais rápido do que somente na presença do ar atmosférico.

As bananas e os cogumelos crus, devido ao amadurecimento natural, sofrem uma deterioração acelerada caso sejam submetidos a embalagem a vácuo. Já as maçãs antes de serem embaladas a vácuo, deverão ser cortadas em fatias e receber suco de limão para evitar que elas escureçam.

Já outros vegetais, como couve-flor, brócolis etc., para serem armazenados em embalagens a vácuo adequadamente, devem ser escaldados, mantidos em temperatura ambiente e secos, para somente depois, embalar a vácuo e congelar.

Queijos moles não devem ser embalados a vácuo
Cogumelos não devem ser embalados a vácuo
Banana não de ser embalada com embalagem a vácuo
Hortifruti e seladora a vácuo

Nos exemplos acima e, em tantos outros alimentos que não são indicados a embalagem a vácuo, é fundamental a Embalagem com Atmosfera Modificada.

4. Conclusão

A proposta das duas técnicas é de preservação, de conservação do alimento exatamente como no seu estado original por mais tempo com maior tempo de validade e, neste quesito, a Atmosfera Modificada é a indicada.

A principal diferença é que, no caso do vácuo, existe uma limitação de produtos que podem ser embalados por esta técnica, em razão de sempre existir um residual de Oxigênio ou Ar atmosférico no interior da embalagem e em contato com o alimento embalado, provocando a deterioração precoce.

Já no caso da seladora a vácuo com ATM , não existe esta limitação, visto que é possível, literalmente, gerar uma mistura de gases totalmente dedicada ao produto que está sendo embalado, de modo a maximizar o seu shelf life/tempo de validade.

Na Embalagem de Atmosfera Modificada com a mistura de gases customizada, o prazo de validade aumenta exponencialmente comparada a embalagem a vácuo, pois como vimos, na embalagem a vácuo não é possível retirar 100% do oxigênio, fazendo com que os alimentos comecem o seu processo de decomposição mais rápido.

Isto, não acontece com a atmosfera modificada, pois o alimento está envolto em uma combinação de gases, uma mistura de gases, onde cada gás tem uma função específica para manter a integridade e segurança no consumo do alimento.

Para exportação de alimentos, este é um requisito importantíssimo, pois quanto maior o tempo de validade alimento, maior a segurança para o consumo sem conservantes ou com mínima concentração de conservantes possível.

A drástica redução ou ausência de conservantes nos alimentos, também representa uma grande vantagem da utilização de ATM – Atmosfera modificada na conservação de alimentos.

Guia Completo sobre Misturadores de Gases e suas diversas aplicações

5. Dúvidas

DÚVIDAS em Seladora a vácuo x Seladora a vácuo com ATM na conservação de alimentos?

Qualquer dúvida em relação ao tema “Seladora a vácuo x Seladora a vácuo com ATM na conservação de alimentos”, por favor entre em contato. Aproveite e conheça nossa linha de misturadores de gases para conservação de alimentos e embalagem com atmosfera modificada

6. Misturadores de Gases para seladoras a vácuo com ATM na conservação de alimentos - Embalagem com Atmosfera Modificada ou Alterada

Aproveite e conheça a linha de misturadores de gases para seladoras a vácuo com ATM na conservação de alimentos – Embalagem com Atmosfera Modificada ou Alterada.

São misturadores de gases que permitem ajuste dinâmico da concentração de cada gás, controle da vazão e pressão da saída.

Misturador de Gases para Alimentos - Atmosfera Modificada

Misturador de gases dinâmico para a mistura de 02 a 04 gases, com ajuste da concentração dos gases de 0 a 100%, controle da vazão e pressão de saída. Vazão de até 3.6 m3/h.

Misturador de Gases - Atmosfera Controlada - Alimentos

Misturador de gases dinâmico de alto fluxo para a mistura de 02 a 04 gases, com ajuste da concentração dos gases de 0 a 100%, controle da vazão e pressão de saída. Vazão de até 22 m3/h.

Misturador de Gases para Alimentos - Atmosfera Modificada

Misturador de gases dinâmico de alto fluxo para a mistura de 02 a 04 gases, com ajuste da concentração dos gases de 0 a 100%, controle da vazão e pressão de saída. Vazão de até 46 m3/h, 74 m3/h, 97 m3/h e 150 m3/h.